terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Pura Docilidade.



É tempo de natalidade
É tempo de caridade
O que a mão direita faz
A outra não sabe jamais
É tempo de serenidade
É tempo de amizade
Abrace o amigo agora
Não ponho a confiança fora
É tempo da pura verdade
Olhe a você na miragem
E veja o que faz o amor
em viagem
pegue a mão da criança
dê leite, pão e fraternidade
sente-se naquela paragem
espere que coma a mucilagem
Agora pode sorrir
Já cumpriu a sua parte.
Ana Cristina.
Imagem extraída do Google.




Nenhum comentário:

Postar um comentário